25.9.10

se houvesse a chance de um epílogo para mim

não o conheço
você sabe
que se foda o que foi
vivi os gostos e os desgostos disso
de nós
agora, na boa, me deixa em paz.

12.9.10

de tanta raiva eu podia até
afundar a moleira do teu filho

10.9.10

No teu rosto triste
No teu rosto de rio
Cada lágrima é margem
Que acompanha a água

8.9.10

Duas adolescentes sentadas no batente à porta de um motel
Letreiro luz neon vermelha e azul
Cada uma um filho no colo uma criança de colo
Segurada por uma mão
Cada uma na outra mão um cigarro
São Paulo Brigadeiro Luís Antonio 23h
Achei que valia uma foto

Uma larga o cigarro
Tira o peito
A criança suga

Outra foto

2.9.10

Manual da Procrastinação - Fragmentinhos...

06/05/2010

chipper I've Got Rythm

What is it so What is it so What?
In the roaring Whould Would Could Ask
Coçar o olho traffic's boom For Anything More
Cafofo moquifo no cafundó do mundo.


I´m still in love with you.
Procrastinação - Fragmentos

06/05/2005

"A Noite Americana", filme de François Truffaut - sobre amor. Eu amo o amor que existe. Eu só vivo com isso, por isso, para isso. Tenho cada vez mais amor pelo amor. E cada vez mais amor pelo meu amor.
Procrastinação - o Manual

06/10/2005

Meu ouvido dói. Portanto, preciso ir a um médico. Ele dói há dois anos. Portanto, até o médico, mais um ano, pelo menos. Ou sei lá eu.
Preciso ser muito vaginuda para postar os fragmentos da fragmentação. Além do que dá vontade de juntar aos fragmentos fragmentos outros. Mas devo seguir impávida e abstendo-me de realizar alguns desejos. Meus poucos leitores, embarquem comigo, com coragem e condescendência.

Beijos e olhares sedutores.

Fragmentos do Manual da Procrastinação ou Manual do Manual da Procastinação

06/10/2005

Ela diz a ele, charmosa e piadista, fazendo voz rouca:

_ Eu sei que você gostaria que eu falasse assim. Você gosta de vozes graves; voz de contralto. Mas eu não falo assim, minha voz não é assim. Aí, você perde a chance de gostar de mim, não é? Porque...

Ela muda a voz - vai ao natural:

_... minha voz é outra. Fininha. Doce. Minha voz é essa aqui. E, por isso, você vai perder a chance de se apaixonar por mim. E ainda porque você não gosta do meu sotaque (você gostaria, por exemplo, que eu falasse 'pOrque' ao invés de 'pUrquê'; 'não', ao invés de 'num'; 'sOtaque' - e eu falo 'sUtaque'). Por isso, ainda, você não vai gostar de mim. Fazer o quê? São coisas que eu não posso mudar. Peça-me algo praticável - corte de cabelo, roupas, unhas. Ou melhor, não me peça nada - eu ainda teria a voz de mezzo e o famigerado SUTAQUE.

1.9.10

_ sem lembrança de pássaro na infância?
_...
_...
_ vale urubu namorando a carniça?