18.8.07

olha, gente, eu estou muito bem, mas de vez em quando bate um bode e eu quero ligar pra alguém, falar, sair, beber, dançar, quem sabe mesmo trocar carinho (rs). quando, hoje, pensei em fazer essas coisas, logo desisti. não queria incomodar. sabe como é.

viver é um pouco incomodar os outros.
hoje é sábado. lembro-me até hoje da Xuxa lendo na tv um poema do Vinícius de Moraes sobre esse dia. mas não importa que hoje seja sábado. nem que eu me lembre da Xuxa, de quem, por óbvias razões, só tenho esta lembrança boa. não importa o domingo, contrário do que havia dito. importa que você chegue. que você volte. qualquer dia, desde que seja o próximo. eu vou ser mais feliz depois que você voltar, eu prometo. nem preciso dizer o que você já sabe. mas venha, venha rápido que eu digo tudo de novo.

não há pior estado para a escrita que a paixão. o texto o prova.

14.8.07

hoje é terça, dia bege. espero ansiosa o domingo, dia triste. tudo porque as novidades da vida chegam às segundas.

Marcadores: , ,