20.7.13

voltar
verbo do pai
maldição

regressar
verbo da mãe
saudade

4.7.13

para Nina

e para Nina um poema

que para

porque, Nina, tudo o que queríamos era parar

não só a tua, a minha crescença

e também a do mundo

porque não sabemos onde vai.

não para Nina

cresce, Nina, e reina sobre nós.