23.2.09

Saber que eu te veria
Me trouxe
No sonho bom da noite
Uma forma nova de voar

Era como nadar numa água leve
Cada vez mais fundo
No abismo do ar

Eu ria riso de cara inteira
Você estava a meu lado
Rindo também

Cantava cantiga de roda
'Dandar pra ganhar vintém'

Um rodopio rápido me despertou
Deixando levando a imagem
Mas o dia, pela primeira vez,
Foi mais feliz.

1 Comentários:

Blogger Eduardo Matzembacher Frizzo disse...

Amar é ficar tonto. Por isso existiam as cantigas de roda a infância e todas eram mórbidas, falando de anéis perdidos e coisa e tal. E é claro que essa minha definição é tola, mas algum sentido faz. Se você joga uma pedra na água e ela faz círculos concêntricos, algo isso quer dizer, nem que seja uma explicação física e nada mais. Portanto, a órbita daqueles que gostamos é a proximidade do sol que somos. E amar, assim, continua sendo ficar tonto, em que pese fazerem cinco dias que não bebo, veje só...

24/2/09 15:40  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial