6.1.09

Poder me dar direito a esse momento de tristeza
Deixar as luminosidades de lado e ver pela frente
O futuro certo duro e seco como pedra

Deixar o sorriso, o brilho dos olhos
Sem escorrer lágrima

Então diz o horóscopo que os próximos dias serão de calma
Essa calma eu sei será resignação
Ante o fato de que nada mudou, nem mudará
Ainda que eu forje no aço dos dias, das horas
A minha vida

Poder me dar nesse momento a tristeza, o abismo
Regar a outra flor, a pálida, do desamor
O futuro certo acalma, horóscopo de acordo

Deixar esquecidos o riso, o brilho dos olhos
Sem escorrer lágrima

Vender minha dor ao poema

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial