18.3.09

3 Comentários:

Blogger Eduardo Matzembacher Frizzo disse...

Hoje acho que estamos com o mesmo riso em colchete no rosto. Me sinto esganado pelo verbo. Parece que mais nada sai depois do que acabei de escrever. Me sinto literalmente exausto. Amanhã, ou hoje, já que são quase quatro da manhã, por aqui passo, dona.

19/3/09 03:51  
Blogger Eduardo Matzembacher Frizzo disse...

A morte é o que não é. Portanto a morte é a única experiência que não teremos. A morte é mais uma noção que uma experiência, já que quando morrermos, muito embora alguns dizem que sintam quando estão morrendo, não sentiremos mais nada: apenas deixaremos de existir. Ou será que a morte, como disse o Heidegger, não é morte, mas sim apenas deixar-de-ser? Falando fora da academia, e que ela não me ouça, desconfio de todo pensamento frio por sobre a existência. Considero que enquanto ele se quer falo, fica criando casos e acasos para não ir direto pra cama com a mulher que está na sua frente logo assim, de cara. Claro que precisa-se de uma conversa, de uma convenção-quase-contrato para que as coisas não sejam assim tão tribais. Mas quanto a morrer, experiência esta da qual apenas teremos uma noção mas pela qual não passaremos, visto que se passássemos diríamos ao mesmo tempo que existe algo além, é de se dizer que a morte apenas é a consequência direta da nossa vida - assim simples como a gravidade que me põe uma barriga que as poucos cresce por culpa da cerveja que desce. Chorar os que foram sem tempo para as lágrimas é o mais adequado, portanto. Conservar o silêncio ao som de uma uníssona prece que provém de todos os enterros do mundo, é o mais franco, assim. E é por causa de todas essas palavras que ontem o verbo me esganou e eu não sabia o que dizer, já que me bateu um senso de finitude tão, mas tão grande, que me senti completamente vazio, desprovido de um referencial que fosse para além desse lamacento porto das letras. Por essas e muitas outras, um beijo pra você, moça das anti-protocolices que francamente me colocam com cara de bocaberta aqui na frente do computador.

19/3/09 10:58  
Blogger Paulio Celecino disse...

Uou,, Posso pôr no disco? .. Sim ,, tu ainda tem algum tempo..

28/4/09 13:50  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial